OrtoBio - 2016 - Todos os direitos reservados

Create By EADesigns

BIODANZA

O que é a Biodanza 

 

É um sistema criado há mais ou menos 60 anos, pelo antropólogo chileno Rolando Toro (1924-2010), que visa o Desenvolvimento Humano, tendo como base o resgate de potencial genético de saúde.

Rolando Toro integrou em sua teoria a Gestalt, a Terapia Centrada na Pessoa, o Psicodrama e a Arteterapia, bem como a Biologia, a Física Quântica, as Neurociências, e a Psicologia Junguiana, entre outras disciplinas. Por sua criação, foi indicado em 2001 ao Prêmio Nobel da Paz.

Utilizando-se de vivências facilitadas por propostas de exercícios, pela música, pelo movimento e pelo grupo, ela busca uma integração em três níveis: consigo, com o outro e com o Universo.  Com isso, vamos criando uma consistência saudável e integrada entre o pensar, o sentir e o agir, hoje tão dissociados em nossa cultura.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Como sistema de desenvolvimento humano, a Biodanza é atualmente utilizada em muitos países, em instituições de saúde, ações sociais, educação e em empresas. Na República Dominicana, a Biodanza já vem sendo aplicada como prática de educação e saúde pelo governo do estado. No Brasil, foi reconhecida pelo SUS, como prática integrativa e complementar de saúde.

Há mais de 200 escolas de formação pelo mundo.

Nenhuma definição da biodanza é suficiente para dizer o que ela é, pois na realidade, é uma metodologia que propõe uma reaprendizagem do modo como vivemos, como nos relacionamos, como sentimos nossas emoções e enfim, como marcamos nossa existência na vida.   É uma ampliação de toda a inteligência perceptiva, intuitiva e afetiva, expandindo os limites autoimpostos através da “educação”, deixando desabrochar o Ser Divino e Criativo que há em todos nós.

 

Benefícios que a Biodanza pode proporcionar

 

A Biodanza é um processo e como tal, vai proporcionando mudanças que vão se instalando progressivamente, formando uma base autossustentável e crescente de amadurecimento e desenvolvimento pessoal. O efeito da Biodanza é terapêutico, embora não seja uma terapia.

Logo nos primeiros meses já se pode constatar:

  • Relacionamento Interpessoal mais sadio, sincero e afetuoso;

  • Maior vitalidade e disposição para enfrentar desafios e assumir riscos;

  • Fortalecimento da autoestima, gerando mais assertividade;

  • Maior flexibilidade e criatividade;

  • Integração entre o pensamento, o sentimento e as ações do dia-a-dia;

  • Comprometimento ético com o trabalho, com as pessoas e com o meio ambiente.

  • E muitas outros...

  

Metodologia

 

Como a Biodanza é um Processo, a metodologia mais utilizada é a de grupos regulares semanais. O tamanho do grupo não é fator impeditivo, desde que tenha, no mínimo, seis pessoas.

Cada sessão dura em média 2 horas e contempla duas etapas: uma inicial de “feedback”, onde é enfatizado o relato verbal das vivências anteriores e a outra etapa, a aula propriamente dita, com os exercícios que integram a música, o movimento e o contato em grupo, estimulando a expressão da emoção.

 

Quem pode participar

 

A biodanza não tem contraindicações, podendo ser realizada com participantes de diversos níveis hierárquicos, diversas idades e níveis educacionais. 

 

Facilitadora

 

                                                   Neiva Cordeiro Sandolval                                                                         

Depoimentos

 

  • Estou na BIODANZA há um ano e minhas mudanças foram sutis, porém, transformadoras. Minha autoestima era baixa, não via saída para minha vida, não me posicionava, me sentia culpada por tudo e responsável por todos, pouco sorria ou tinha amigos... Hoje, me sinto forte e fico feliz com as minhas descobertas do dia a dia; estou confiante; fiz muitas mudanças (voltei a estudar ..) e estou enveredando por um novo caminho. Tenho planos para o futuro; aprendi que tudo é ensinamento e não castigo; amigos... nossa, tenho muitos agora.. Ainda me encontro em um grande processo de aprendizagem. Meu maior ganho? Foi perceber que quanto mais me abro para a vida, mais  a vida se abre para mim e me sorri. Então venha você também experimentar esta dança da vida. Gratidão!  - Miriam Lúcia Cupello.
     

  • Comparo minha experiência de biodanza com o filme 'Albergue espanhol'. Na trama, um estudante universitário francês, bastante cartesiano por sinal, sai de seu país para a Espanha a fim de participar de um programa de intercâmbio. Convivendo com pessoas de nacionalidade e estilo de vida distintos, incorpora novos repertórios e se flexibiliza como a água. No meu caso, participei de dois programas de intercâmbio nos EUA. Minha última experiência, de extrema liberdade na Califórnia, foi a extensão máxima do meu processo terapêutico iniciado com a biodanza. Ter vivências músico-motoras com pessoas inicialmente desconhecidas e com histórico e estilo de vida dos mais variados foi uma preparação e um exercício de cidadania para a minha viagem. Num primeiro momento, trocar olhares e dar as mãos àquelas pessoas é como estar num país estrangeiro, numa torre de Babel em que só eu falo uma língua diferente e não me entendo. Mas, no suor da vida e no calor de irmãos que me deram as boas-vindas, fui-me conhecendo através deles e delas e encontrando um ritmo comum, uma sintonia.
    Quem será Xavier ao regressar para a França? Quem será Gabriel ao regressar para o Brasil? É possível que ele tenha procurado um grupo de biodanza, assim como eu, que retomei minha jornada de autoconhecimento com o grupo do Ortobio, um grupo onde todxs nos tornamos iniciantes da vida e crescemos juntxs, com muita amizade, companheirismo, respeito, afeto e confiança. Sempre nessa vida solta, fazendo a gente se chegar ao encontro natural, muito bom de se ficar. Falamos todxs biodancês.  - Gabriel Matos.

  • Facebook Social Icon
  • Instagram ícone social